Câmara recebe requerimentos e projetos de lei em sessão ordinária.

14
views

Em mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Juripiranga na noite desta quarta-feira dia 29 de novembro, vereadores se reuniram para apreciar diversos requerimentos e um projeto de lei de autoria do Poder Executivo.

Excetuando o vereador Elton Alexandre, todos os outros vereadores marcaram presença na sessão, que foi iniciada com a leitura da ata da sessão anterior pelo primeiro secretário da mesa diretora, o vereador Caio Neto que, em seguida fez a chamada dos vereadores.

Na sequência, o presidente da Casa, o vereador Tiago Mariz solicitou ao primeiro secretário Caio Neto a leitura do expediente.

Foram então apresentados os requerimentos 01/2017 e 02/2017, ambos de autoria do vereador Caio Neto. O primeiro requerimento (01/2017) solicitou a escolha do nome do novo prédio da Policlínica que será inaugurado no dia 22 de dezembro, homenageando o ex-prefeito Antônio Correia de Araújo, o  popular Toinho de Caio,  pai do autor da propositura, passando a unidade de saúde a se chamar Policlínica Toinho de Caio – Antônio Correia de Araújo. O segundo requerimento (02/2017) também de autoria de Caio Neto, propôs uma sessão solene para a entrega de título de cidadão honorário ao policial Amilton de Andrade Chaves Cavalcante por seus serviços prestados a população juripiranguense.

Em seguida foram apresentados mais três requerimentos, desta vez o 01/2017 e 02/2017 de autoria do vereador e presidente da Casa Tiago Mariz. O primeiro propôs sessão solene para a entrega de título de cidadão honorário ao deputado Ricardo Barbosa pelos relevantes serviços prestados ao município. Já o segundo solicitou uma sessão solene para conceder o título de cidadão honorário ao Srº Marcos Ozório Inácio da Silva. O terceiro requerimento solicitou a inserção em ata de um voto de aplauso aos policiais militares Cabo João Gomes dos Santos e Cabo Ednaldo Barreto da Silva, lotados no 8º Batalhão de Itabaiana que forma heroica atuam no combate a delitos na cidade, destacando-se na ação que neutralizou assaltantes de bancos e apreenderam o primeiro fuzil de grande poder de destruição no estado da Paraíba, fato que ocorreu em Juripiranga.

Todos os requerimentos foram submetidos ao plenário e aprovados por unanimidade

Ainda foi apresentado o PL 028/2017 de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a reestruturação do Conselho Municipal de Saúde de Juripiranga, define a sua composição e atribuições em consonância com as leis 8.080/90, 8.142/90, Lei complementar 141/12, com a resolução 453/12 e com a Constituição Federal. O mesmo foi encaminhado para as comissões competentes.

No Grande Expediente, o vereador Ademilson Chaves parabenizou a aprovação por meio do requerimento de autoria do vereador Caio Neto em dar nome ao novo prédio da Policlínica de Juripiranga ´passando a se chamar Policlínica Toinho de Caio – Antônio Correia de Araújo, falando que foi contemporâneo a gestão do saudoso prefeito, onde ele citou uma grande mobilização na época contra um surto de Cólera, onde Juripiranga se destacou atendendo inclusive outras cidades, mostrando assim o bom trabalho do ex-prefeito Toinho de Caio, considerando justa a homenagem proposta e aprovada em plenário. Fez um apelo para os retardatários de última hora que ainda não fizeram o cadastramento biométrico lembrando que nesta quinta-feira dia 30 de novembro se encerra o prazo. Também exaltou a concessão dos títulos de cidadão aprovados na sessão ao Sr. Marcos Ozório, ao deputado Ricardo Barbosa, ao policial Amilton, como também o voto de aplauso aos policiais.

O vereador e presidente da Casa Tiago Mariz pediu permissão para usar a tribuna, onde explicou a situação do veículo que fica estacionado na Rua Espírito Santo dizendo que teve diversos relatos de acidentes causados pela pouca visibilidade provocada pelo estacionamento do mesmo. Falou que o fato gerou polêmica e que concorda que houve excesso tanto da sua parte quanto da parte do motorista e que esperava que a discussão fosse superada e que prevalecesse o bom senso, chegando a um acordo que fosse bom para ambas as partes.

O vereador Caio Neto ressaltou a importância de se chegar à um acordo neste caso do veículo dizendo que são pessoas de bem e que o bom senso deve prevalecer. Citou também a polêmica desnecessária com a postagem na internet de uma foto onde mostra uma placa de sinalização colocada em posição contrária e que prontamente foi reposicionada de forma correta, o que gerou segundo ele uma politicagem por parte de alguns oposicionistas.

Tiago Mariz também levantou uma questão sobre uma dívida da Câmara Municipal da gestão anterior que está sendo analisada pelo Tribunal de Contas do Estado que se for julgada como tendo que o município arcar com a mesma será cumprida.

O vereador Rozil Pereira destacou o voto de aplauso dos policiais que se empenham em defender a cidade e que são dignos de tal homenagem. Citou o presidente da Câmara Tiago Mariz como sendo autoritário com o motorista do veículo, pedindo que o mesmo seja humilde e que uma conversa teria evitado a polêmica do veículo. Também citou a gestão municipal como incompetente por não fiscalizar a colocação das placas de sinalização no município. Falou também que está tranquilo em relação à dívida que está sendo julgada pelo Tribunal de Contas do Estado e que se deve esperar o resultado para que se saiba finalmente quem está com a razão.

O vereador Ademilson Chaves voltou a falar para questionar a fala do vereador Rozil Pereira quando o mesmo falou sobre autoritarismo, lembrando que em vários momentos em sua gestão o vereador e ex-presidente da Casa usou de abuso de autoridade impedindo a fala de colegas no plenário, palavras que foram ratificadas pelo vereador Caio Neto que voltou a lembrar episódios e autoritarismo do ex-presidente da Casa.

E depois de uma sequência de embates políticos entre vereadores de situação e oposição, o presidente Tiago Mariz deu por encerrada a sessão.

 

Realização: Câmara Municipal de Juripiranga, Casa Caio Correia de Araújo.